Dr. Wanor Torres



Dr. Wanor Torres de Bitencourt


"Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder."
( John Wesley )  

A frase de Wesley, tão bem descreve aquele que foi amado por todos os que tiveram a oportunidade de conhecê-lo - Dr Wanor.

Em 1979, meu filho, ainda um bebê, ficou doente e eu precisei deixar de dar as minhas aulas no Ernesto Fonseca. Na época, para não ganharmos a famigerada falta injustificada, era necessário que apresentássemos um atestado médico. Fui até a casa do Dr Wanor explicar a situação. Ao chegar, ele e a Sueli estavam na entrada da residência. Cumprimentei minha amiga com um beijo e depois apertei a mão do Dr. Wanor.
Conversamos e ao sair, perguntei quanto era a consulta.
A resposta que recebi marcou minha vida, pois até hoje ela está presente em meus pensamentos e a aplico com carinho nas minhas relações:
"Quem beija minha filha, adoça minha boca".
A amizade e o carinho que sempre nutri por sua filha e seus netos, era mais importante do que o pagamento de uma consulta.
Obrigada, Dr. Wanor. É um testemunho singelo do seu caráter e carisma mas, naquele momento, suas palavras fizeram a diferença.




Dr. Wanor nasceu em Estrela Dalva, Minas Gerais, mas, ainda criança, foi para o Rio de Janeiro. Conheceu sua esposa, Dona Adelina Baeta Homem, no Rio. Ambos fizeram Medicina na Faculdade Fluminense de Medicina. Adelina optou pela especialização em Farmácia e ele escolheu urologia.

Formando de Medicina

Maravilhosa foto de Dona Adelina 


Casaram-se e vieram para o interior de São Paulo, com  Júlio Cunha (tio da Sueli), que também era médico, pai da Yeda e do Yeso. Esses primos , com a morte do pai, foram criados pelo Dr. Wanor.



Moraram em Avaré, Itaí e depois se fixaram em Chavantes. Sempre se dedicou à medicina, como trabalho social, atendia a todos sem preocupação com pagamento. Criou 3 filhos, Sérgio, Sonia e Sueli, 2 sobrinhos Yeda e Yeso e a Arlete que tinha sido adotada por sua sogra. Mais tarde, fez da Eleny, sua filha, adotando-a.

Trabalhou para a  formação dos filhos e sobrinhos, pois os cinco estudaram no Mackenzie e depois do Ensino Médio, todos fizeram faculdade.





Com amigos:
Competição de natação no Ouro Verde

Com Tito Faria, e Pe Zezinho

Com o amigo e compadre Dr. Leonel


 Com a Família
Casamento Civil de Sergio e Maria Ignês.

Com seu pai, Francisco de Paula Torres em SP

Com a esposa, Bassit, Amandinho e Celina Doriglello
Casamento Civil de Sergio e Maria Ignês.

Sobrinhos em frente a sua casa:
 apoiado ao muro, Jorge, casado com Yeda e à direita,
Yeso filho de Júlio Cunha.

Aniversário do Robertinho

Com a filha Sueli. Amada e carismática como ele.

Dona Adelina e Robertinho

Sergio, o filho que seguiu os seus passos.
Formatura de Medicina


Um homem de bem, exemplar, pai carinhoso e amigo, carismático, alegre, bondoso. Chavantes até hoje reverencia sua memória.
Encerro esta homenagem com as palavras de sua filha Sueli.

"Alguns anos depois ingressou na política, sendo prefeito e vice-prefeito. Diferente dos políticos de hoje, quando deixou a Prefeitura estava mais pobre do que quando entrou. Quando havia crise chegava a pagar funcionários de seu próprio bolso.

Não fez fortuna, mas ganhou a admiração do povo chavantense, o que, a meu ver, não tem preço".












EM CONSTRUÇÃO

27 comentários:

Anônimo disse...

Oi Lilia gostei muito do seu post. Apenas uma parte que senti falta foi na Revoução de 32 em que ele serviu como Tenente Coronel - médico combatene.
Abraços

Lilia disse...

Olá anônimo, não tenho a informação, mas gostaria muito de completar. vc pode enviar mais alguns dados em Deixar Mensagem? obrigada

Lilia disse...

Comentário de Marcelo Cezario Campos Gostei muito da homenagem feita para Dr. Wanor, confesso que sempre espelhei em seu trabalho, como HOMEM e PROFISSIONAL. Um pouco que aprendi com ele, aplico aos meus pacientes. Agora sim esta combinação esta perfeita, Dr. Leonel e Dr. Wanor. Marca patente e com orgulho para todos os chavanteses

Lilia disse...

Comentário de Regina Artale Bachim Linda homenagem !!!

Anônimo disse...

Na vida de Dr Wanor só coube a sinceridade e o bem sem olhar a quem!!!! Parabéns Lilia assim como Marcelo agora ficou completa a dupla!!!! Quanto carinho tinhamos por ele, quanta admiração!!!

Lilia disse...

Verdade, anônimo, foram admiráveis e deixaram muita saudade.
Obrigada e um abraço

Lilia disse...

Comentário de Luiz Antonio Vita Por onde será que andam as sobrinhas do Dr. Wanor, grandes amigas nossas (Sônia e Léia)? Não perdiam baile de carnaval.

Lilia disse...

Comentário de Zeza Roquejani Donato Olá Lilia Alonso,mais uma vez fazendo bonito.A homenagem foi ótima,as lembranças se afloram.Parabéns.

Lilia disse...

Comentário de Loraine Lazarini Fontes Dr.Wanor foi além de médico,um ser humano maravilhoso!!Eu era muito criança ,mas me lembro sempre dele em casa socorrendo minha mãe,que era cardíaca!!!Grande homenagem Lilia,parabéns!

Lilia disse...

Comentário de Sandra Marina Bannitz Amiga parabéns pela Linda homenagem ao saudoso Dr Vanor .Fiquei emocionada.

Lilia disse...

Comentário de Sueli Torres
Emocionada, ao ler no Blog da Lilia, a homenagem ao meu pai. Obrigada, Lilia, obrigada Chavantes.
A frase, abaixo, que Lilia usou para caracterizar a vida de meu pai vai, também, para uma amiga querida, Rosana Rosolen
"Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder."
( John Wesley )

Lilia disse...

Comentário de Fábio M. Rúbio Prosdocimi
Lilia e Professora Sueli Torres, esta frase é exatamente a descrição de como me lembro do Dr. Wanor. Um homem de e do bem!

Lilia disse...

Comentário de Doraci Biggi
Homenagem justa .merecida,nós Chavantes agradece

Lilia disse...

Comentário de Beatris Santos
Uma homenagem bem merecida ,pois Dr. Wanor era um ser humano iluminado, que veio para Chavantes e marcou com a sua medicina solidaria.Um dia na feira eu recem casada ,ele me ensinou a escolher batata;nunca me esqueci desse seu gesto

Lilia disse...

Comentário de Juliana Lazarini Fontes
E A geração mais Nova Aqui Adora suas Homenagens a esses GRANDES HOMENS....Parabéns D Lilia Alonso..Belissimo Trabalho!!!Bjooo

Lilia disse...

Comentário de Elizeu Batista Thomé Dr. Wanor: Grande Homem, Grande Médico, Grande Prefeito. merecida a homenagem

Lilia disse...

Comentário de Schubert Lazarini
só tenho 8 horas disponiveis, não daria para escrever todas as qualidades do Dr Wanor, por isso acho melhor dizer que tive o prazer de frequentar sua casa, parabens lilia por fazer um trabalho tao bacana pela cidade e suas historia

Lilia disse...

Comentário de Reinaldo Mortari Junior Tive a honra de conviver com a familia deste estupendo senhor, o unico. Foi nosso verdadeiro doutor, não tem como falar Wanor. Certa vez ele salvou minha irmã da morte eminente e correram para Botucatu, de trem.Para assinar a carteirinha do clube então, nossa...parece que estou vendo seu consultório na sua casa, ali ao meu alcance. Saudades DOUTOR. Obrigado Lilia Alonso, parabêns

Lilia disse...

Comentário de Maria Célia Campos
Mais um lindo trabalho, essa minha professora Lilia Alonso é o máximo!!!!!!!! Adorei! Beijos saudades.

Lilia disse...

Comentário de Luiz Antonio Vita
Não nasci em Chavantes, mas minha mãe sim, e passei muitas férias, carnavais e Bailes do Café na cidade e por isso conheço alguma coisa da sua história. Pelo que vejo, alguns dos melhores prefeitos que Chavantes já teve foram: Tito Faria, Leonildo Vidal, Antoninho Fontes (meu tio) e, claro, Dr. Wanor Torres. Deles, apenas Leonildo Vidal não conheci pessoalmente, mas muito me orgulha haver conhecido pessoas como Dr. Wanor, íntegro e sério. Já não há mais políticos assim. Nem médicos

Lilia disse...

Olá Anônimo.
Acredito que vc tenha colocado seu comentário no local errado. Não seria o Dr Leonel que participou da Revolução Constitucionalista?
A informação está na postagem dele. Com relação ao Dr. Wanor ter participado aqui em Chavantes, desconheço.
Obrigada.

Anônimo disse...

Olá Lilia,
Fico feliz em encontrar uma parte da historia sobre meu bisavô Dr Wanor, sou neta do Sergio, o filho que seguiu os passos da medicina.
Com essa sua postagem consegui saber um pouco mais sobre meu bisavô.
muito obrigada.

Lilia disse...

Fico muito feliz por "conhecer" uma bisneta do Dr. Wanor, pessoa até hoje lembrada com muito amor pela população. Vc encontrará nas fotos do carnaval, uma do seu avô ainda novinho.
Abraços e volte sempre.

SERGIO DE ARAUJO TORRES disse...

Lilia, não sei quantas das minhas férias passei em Chavantes. No entanto quando me vem esta palavra lembro do Clube Ouro Verde,sabão de coco ,do parquinho em frente à prefeitura da Farmácia da Vó Dedé e Tia Zita, tanto em Chavantes como em Irapé, deliciosas tardes me lambuzando de mangas, ou ainda jogos de futebol, meu tio Beto foi goleiro da Chavantense, da sorveteria na rua paralela á do meu avô. Meu avô em meados dos 70 veio morar em Registro e clinicou na cidade de 7 Barras. Nas fotos pela ordem; casamento civil dos meus pais Sérgio, falecido em 2007 e Maria Ignêz, na foto também minha Bisavó e minha avó Dedé, em frente a residencia á esquerda,apoiado ao muro, Jorge, casado com a tia Yeda, a´direita o tio Yeso falecido pouco antes do papai...como era alto o muro...
A bisneta que postou é minha filha Maria Carolina de 18 anos.
Abraço e muito obrigado.
SERGIO DE ARAÚJO TORRES.

Lilia disse...

Olá, Sergio. Muito obrigada por sua participação no Blog. Sua família é sempre lembrada com admiração e muito carinho. Ainda tenho mais fotos para colocar, principalmente do período em que se avô foi prefeito. São fotos ótimas que vc e sua família gostarão de ver.
Obrigada pelas informações sobre as fotos, vou complementá-las.
Meu abraço carinhoso.

Marcia Gino disse...

Um verdadeiro gentleman.

Lilia disse...

É verdade, Marcia. Um homem sem igual. abço